Andréa Doria
Às vezes parecia que, de tanto acreditar
Em tudo que achávamos tão certo,
Teríamos o mundo inteiro e até um pouco mais:
Faríamos floresta do deserto
E diamantes de pedaços de vidro.

Mas percebo agora
Que o teu sorriso
Vem diferente,
Quase parecendo te ferir.

Não queria te ver assim
Quero a tua força como era antes.
O que tens é isso teu
E de nada vale fugir
E não sentir mais nada.

Às vezes parecia que era só improvisar
E o mundo então seria um livro aberto,
Até chegar o dia em que tentamos ter demais,
Vendendo fácil o que não tinha preço.

Eu sei - é tudo sem sentido.
Quero ter alguém com quem conversar,
Alguém que depois não use o que eu disse
Contra mim.

Nada mais vai me ferir.
É que eu já me acostumei
Com a estrada errada que segui
E com a minha própria lei.

Tenho o que ficou
E tenho sorte até demais,
Como sei que tens também.
Trecho, título ou autor:
De quem:
Nacionalidade:
Com solo de piano?:
(Escolha aleatória)
Título - Compositor ou intérprete
Chovendo na roseira (Tom Jobim)
Beira Mar (Zé Ramalho)
And I love her (The Beatles, Paul McCartney)
You and I (Kenny Rogers, Bee Gees)
Garota de Ipanema (Tom Jobim, Vinícius de Moraes)
Please don’t say goodbye (Chrystian)
Candeias (Edu Lobo)
Vento ventania (Biquini cavadão)
Wave (Tom Jobim)
Scrivimi (Renato Russo)
Time after time (Cyndi Lauper, Richard Hayman)
Sem limites pra sonhar (Fábio Júnior)
Qualquer Coisa (Caetano Veloso)
Can't Take My Eyes Off You (Frankie Valli)
Espelhos d´água (Dalto)
Sem pecado e sem juízo (Pepeu Gomes, Baby do Brasil)
Metal contra as nuvens (Legião Urbana)
Fogo e paixão (Wando)
Natasha (Capital Inicial)
Somos todos iguais nesta noite (Ivan Lins)