Piano bar com o pianista Elli Zen.

O Bêbado e a Equilibrista
Caía a tarde feito um viaduto
E um bêbado trajando luto me lembrou Carlitos
A lua, tal qual a dona do bordel
Pedia a cada estrela fria um brilho de aluguel

E nuvens, lá no mata-borrão do céu
Chupavam manchas torturadas, que sufoco
Louco, o bêbado com chapéu-coco
Fazia irreverências mil pra noite do Brasil, meu Brasil

Que sonha com a volta do irmão do Henfil
Com tanta gente que partiu num rabo-de-foguete
Chora a nossa pátria, mãe gentil
Choram Marias e Clarisses no solo do Brasil

Mas sei, que uma dor assim pungente
Não há de ser inutilmente, a esperança
Dança na corda bamba de sombrinha
E em cada passo dessa linha pode se machucar
Azar, a esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista tem que continuar
Trecho, título ou autor:
De quem:
Nacionalidade:
Com solo de piano?:
(Escolha aleatória)
Título - Compositor ou intérprete
Sapato velho (Roupa Nova) (com solo de piano)
Where Is The Love (Black Eyed Peas)
Equalize (Pitty)
Eu queria ter uma bomba (Cazuza)
O mestre sala dos Mares (João Bosco)
O Bêbado e a Equilibrista (Aldir Blanc, João Bosco)
Você e eu (Carlos Lyra, Vinícius de Moraes) (com solo de piano)
Avohai (Zé Ramalho)
Woman (John Lennon) (com solo de piano)
Será (Legião Urbana)
Ah! se eu pudesse (Roberto Menescal, Ronaldo Bôscoli) (com solo de piano)
Resposta (Skank)
Wave (Tom Jobim) (com solo de piano)
Samba de uma nota só (Tom Jobim) (com solo de piano)
Esmola (Skank)
Além do Horizonte (Roberto Carlos, Erasmo Carlos) (com solo de piano)
Você não entende nada (Caetano Veloso)
Tudo que vai (Capital Inicial)
Shout (Tears for Fears)
Scrivimi (Renato Russo)