O mestre sala dos Mares
Há muito tempo nas águas da Guanabara,
o dragão do mar reapareceu,
na figura de um bravo feiticeiro,
a quem a história não esqueceu

Conhecido como navegante negro,
tinha a dignidadede um mestre-sala.
E ao acenar pelo mar na alegria das regatas,
foi saudado no porto pelas mocinhas francesas,
jovens polacas e por batalhões de mulatas.

Rubras cascatas
jorravam das costas dos santos
entre cantos e chibatas.
Inundando o coração do pessoal do porão
que a exemplo do feiticeiro,
gritava então

Glória aos piratas,
às mulatas,às sereias.
Glória, à farora,
à cachaça, às baleias.

Glória
a todas as lutas e glórias,
que através da nossa história,
não esquecemos jamais.

Salve o navegante negro
que tem por monumento,
as pedras pisadas do cais
título ou autor:
Trecho da letra:
De quem:
Nacionalidade:
Com solo de piano?:
(Escolha aleatória)
Título - Compositor ou intérprete
Agora vejo (Guilherme Kerr, Jorge Camargo, Jorge Rehder, João Alexandre, Nelson Bomilcar)
Canteiros (Fagner)
Te devoro (Djavan)
Um dia de domingo (Gal Costa, Tim Maia, Michael Sullivan, Paulo Massadas, Mihail Plopschi)
Teresinha (Chico Buarque)
Cristo é meu (Kurt Kaiser, Milton Cardoso, Vencedores por Cristo)
Yesterday (The Beatles)
Gente (Renato russo)
We are the champions (Queen)
Infinita Highway (Engenheiros do Hawaii)
Sem pecado e sem juízo (Pepeu Gomes, Baby do Brasil)
A carta (LS Jack)
Lágrimas e Chuva (Kid Abelha)
Alívio imediato (Engenheiros do Hawai)
Somewhere I belong (Linkin Park)
Sapato velho (Roupa Nova, Paulinho Tapajós, Cláudio Nucci, Mú Carvalho)
It Must Have Been Love (Roxette)
Força Estranha (Caetano Veloso, Roberto Carlos)
Meu mel (Music) (Markinhos Moura, F. R. David)
Eu também quero beijar (Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Fausto Nilo)