Qui Nem Jiló
Se a gente lembra só por lembrar
De um amor que a gente um dia perdeu
Saudade entonce assim é bom pro cabra se convencê
Que é feliz sem saber pois não sofreu

Porém se a gente vive a sonhar
Com alguém que se deseja rever
Saudade entonce assim é ruim eu tiro isso por mim
Que vivo doido a sofrer

Ai quem me dera voltar
Pros braços do meu xodó
Saudade assim faz doer e amarga que nem jiló
Mas ninguém pode dizer
que vivo triste a chorar
Saudade o meu remédio é cantar
Saudade o meu remédio é cantar
título ou autor:
Trecho da letra:
De quem:
Nacionalidade:
Com solo de piano?:
(Escolha aleatória)
Título - Compositor ou intérprete
Óculos (Paralamas)
Miséria (Titãs)
De primeira grandeza (Belchior)
Soldados (Legião Urbana)
Fio de Cabelo (Chitãozinho e Xororó)
We are the champions (Queen)
Pensamento (Cidade Negra)
Construção (Chico Buarque)
Rádio blá (Lobão)
Sereníssima (Legião Urbana)
Whisky A Go Go (Roupa Nova)
Valsinha (Chico Buarque, Vinícius de Moraes)
Aquarela do Brasil (Ary Barroso)
Trem das cores (Caetano Veloso)
O astronauta (Roberto Carlos, Edson Ribeiro, Helena dos Santos)
This love (Maroom 5)
Dança da solidão (Paulinho da Viola)
Dias melhores (Jota Quest)
My favourite things (Richard Rodgers, Oscar Hammerstein II, Julie Andrews, John Coltrane)
Amanhã não se sabe (LS Jack)